SEGURANÇA DO CAMPUS COMO TEMA DE DEBATE

20.06.2018


O prefeito da UFRJ, Paulo Mario Ripper, participou na tarde de terça-feira (19/6), na Faculdade de Letras, de um debate para refletir sobre a Segurança no Campus por meio de uma abordagem interdisciplinar. O evento foi organizado pelo Laboratório de Estudos de Segurança e Defesa e contou com a participação de Lício Monteiro, do Departamento de Geografia e Políticas Públicas da UFF, Leonardo Bueno, da Fiocruz, e Camillo D´Ornellas, especialista em Segurança Pública pela Escola de Guerra Naval (EGN).

Cada um dos participantes relatou experiências próprias e propostas para o combate à violência como, por exemplo, o representante da Fiocruz que destacou medidas adotadas pela instituição de aproximação com as comunidades vizinhas de Manguinhos, Jacaré e Maré, em vez de outras propostas que previam a blindagem dos prédios ou até mesmo a mudança de endereço. Ele destacou, porém, a necessidade de a violência ser tratada como um problema de saúde.

Camillo D´Ornellas, que foi Polícia Civil, destacou uma mudança na postura das polícias, tanto militar quanto civil, ao longo das últimas décadas, em virtude da adoção de diferentes políticas de Segurança Pública. Todavia, segundo ele, até hoje são tantas alterações na forma de agir que o próprio agente de polícia desconhece qual é o papel dele na sociedade.

Mais uma vez, o prefeito da UFRJ apresentou a medidas possíveis e legais que a universidade pode adotar para prover mais segurança para a comunidade, como melhorar a iluminação ou instalar câmeras de vigilância. Ele lembrou que nos últimos anos o aumento no número de alunos e profissionais fez a UFRJ crescer o equivalente a uma instituição de ensino do tamanho da Federal de Santa Catarina (UFSC), porém, a destinação de recursos não acompanhou a evolução.

Ripper lembrou também que a postura dos polícias militares na Cidade Universitária não é a mesma de outras épocas, graças a aproximação da universidade com o comando do 17º BPM (Ilha do Governador). "E tem de ser assim, pois pela Constituição Federal, quem é responsável pela segurança pública é a PM. A comunidade universitária está entendendo o quanto a presença da polícia é importante para trazer segurança ao campus", disse.

O evento acabou sendo uma oportunidade para as pessoas conhecerem das ações que a Prefeitura da UFRJ vem adotando e retirar dúvidas, como destacou a professora Adriana Marques do curso de Defesa e Gestão Estratégica Internacional.

PARQUE RECEBE PALESTRAS E OFICINAS DO PROJETO COZINHA BRASIL, DA FIRJAN

Assessoria de Comunicação do Parque Tecnológico - 20/06/18

 

No dia 26 de junho, o programa Cozinha Brasil, do Sistema Firjan, estará no Parque Tecnológico da UFRJ. A iniciativa oferece cursos sobre preparo de alimentos saborosos e nutritivos a baixo custo, sem desperdícios e respeitando as diferenças regionais e de estações. O objetivo é promover bons hábitos alimentares nos trabalhadores. A programação conta com quatro eventos: a oficina “Consumo Consciente Sustentável”e as palestras “Alimentação Saudável” e “Aproveitamento Integral dos Alimentos”.

As atividades serão realizadas em uma unidade móvel do Cozinha Brasil que estará estacionada em frente ao prédio da Administração do Parque. Os interessados devem fazer inscrição através do site. As atividades são gratuitas e têm um limite de 24 vagas. Confira abaixo a programação completa.

Sobre o Cozinha Brasil:

O Cozinha Brasil é um programa do Sistema Firjan que composto de palestras e oficinas. Nas palestras sobre aproveitamento integral dos alimentos os participantes são estimulados a refletir sobre alimentação saudável, relacionando o preparo do alimento a uma atitude de promoção à saúde, prevenção de doenças e redução do desperdício dos alimentos. Nas oficinas, o tema alimentação consciente e sustentável traz a tona o assunto “comer consciente”, ou seja, comer com intenção e atenção, já que o ato de comer e a escolha dos alimentos não são apenas influenciados por necessidades fisiológicas, mas também por nossas emoções. As oficinas também visam estimular escolhas que contribuam para reduzir os impactos negativos no meio ambiente, na economia, na sociedade e no seu próprio bem-estar.

 

http://www.parque.ufrj.br/wp-content/uploads/2018/06/Tabela-Cozinha-Brasil.png

PROGRAMA NUCLEAR DA MARINHA É TEMA DE PALESTRA NA COPPE

19.06.2018

No próximo dia 20 de junho, o Almirante de Esquadra, Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Junior, diretor-geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha do Brasil, proferirá palestra na Coppe/UFRJ sobre o “Programa de desenvolvimento de submarinos e o Programa Nuclear da Marinha”. Promovido pela Coppe, em parceria com o Centro de Excelência para o Mar Brasileiro (Cembra), o evento conta com apoio da Sociedade Brasileira de Engenharia Naval (Sobena), e será realizado, às 14 horas, no auditório da Coppe, no Centro de Tecnologia 2 – Rua Muniz Aragão, 360, Cidade Universitária.

 

ÓPERA NA UFRJ "A FLAUTA MÁGICA"

Assessoria de Imprensa da Escola de Música - 15/06/18

 

O projeto Ópera na UFRJ realizará sua 21ª montagem com A flauta mágica, a mais popular ópera de Mozart, como parte da programação comemorativa dos 170 anos da Escola de Música da UFRJ. A temporada tem início com quatro récitas abertas ao público no Salão Leopoldo Miguez, de 21 a 24 de junho; em seguida, a ópera será apresentada no Teatro Municipal de Niterói, de 29 a 01 de julho, no programa Óperas de Inverno.

Com direção musical de Inácio De Nonno, direção cênica de JuliannaSantos, regência de André Cardoso e Felipe Prazeres, e direção coreográfica de André Meyer, a montagem conta com dois elencos compostos por solistas formandos e formados da Escola de Música e do Instituto Villa-Lobos/UNIRIO; a Orquestra Sinfônica da UFRJ; o Coral Brasil Ensemble e cantores do Coro Infantil da UFRJ; e bailarinos da Companhia de Dança Contemporânea da UFRJ. Na criação e confecção do cenário e figurinos, estudantes dos cursos de Artes Cênicas da Escola de Belas Artes; e na direção cênica, estudantes da Direção Teatral da Escola de Comunicação.

Cantada em alemão e com diálogos em português, A flauta mágica, com sua música genial que agrada a todos, abre as portas de um mundo mágico de canto e música orquestral, de personagens fabulosos em criativos e coloridos figurinos se movimentando em um cenário impactante com seus jogos de luz. 

 

Serviço
21 e 22 de junho, 19h
23 e 24 de junho, 16h


Local
Salão Leopoldo Miguez, Escola de Música da UFRJ
Rua do Passeio, 98, Centro

Entrada franca

29 de junho, 19h
30 de junho e 01 de julho, 16h


Local 
Teatro Municipal de Niterói, Óperas de Inverno
Rua XV de Novembro, 35, Centro, Niterói


Entrada Inteira (R$ 10,00); Meia entrada (R$ 5,00); com 1 k de alimento não perecível (R$ 5,00)

 

MAIS INFORMAÇÕES: www.musica.ufrj.br

reuniao proeis 2 ed

Comando Geral da Polícia Militar manterá o policiamento reforçado até o PROEIS.

Praça Jorge Machado Moreira, 100, Cidade Universitária, Rio de Janeiro, RJ - CEP 21941-592 | Caixa postal 68.010, Tel.: +55 21 3938-9324 Fax: +55 21 3938-4940

UFRJ Prefeitura Universitária
Desenvolvido por: TIC/UFRJ