RIO + SEGURO FUNDÃO ENTRA EM OPERAÇÃO EM JUNHO

06.05.2019


Fundao seguro Prancheta 1A partir de junho, a Cidade Universitária contará com um reforço na segurança e patrulhamento das vias urbanas. A Prefeitura da UFRJ fechou com a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) do Rio de Janeiro e com a Secretaria de Governo do Estado do Rio de Janeiro (Segov) o convênio para implantação do projeto Rio + Seguro Fundão. O objetivo é reduzir os índices de criminalidade e aumentar a sensação de segurança da comunidade universitária, além de melhorar o ordenamento urbano do campus com as ações integradas das equipes formadas por policiais militares e guardas municipais.

Para o prefeito da UFRJ, Paulo Mario Ripper, é uma das principais medidas realizadas durante esses quatro anos enquanto esteve à frente como gestor. "Com o Integra UFRJ, revitalizamos a Estação de Integração e ampliamos a mobilidade urbana com as bicicletas, por exemplo, mas nada se compara à questão da segurança. Tentamos implantar o PROEIS junto com a Petrobras, mas não obtivemos sucesso devido a entraves legais junto a Procuradoria Geral do Estado (PGE). Antes de encerrar minha passagem como prefeito, realizo um convênio para deixar o campus mais seguro, e não poupei esforços nesse sentido ao buscar aproximação com os delegados da polícia civil (37ª DP) e os comandantes do 17º BPM (Ilha do Governador), sem contar o apoio dos Fuzileiros Navais", declarou Ripper, que prevê para 7 de junho o início das operações, conforme ficou acertado com Seop e Segov.

Pelo novo programa Rio + Seguro Fundão, a Cidade Universitária será dividida em três setores que será vigiada por policiais militares e guardas municipais em turnos de 12 e 8 horas. A experiência do Rio + Seguro já é conhecida pelos moradores do bairro de Copacabana, do Leme e pelos frequentadores do Parque Garota de Ipanema (Arpoador). É um patrulhamento preventivo com ações e posturas municipais, inspirado em ações do programa de bairros seguros e limpos de New Jersey, nos Estados Unidos.

Fundao seguro 02O principal diferencial do Rio + Seguro Fundão em relação à Operação Segurança Presente, já instalado em outros bairros cariocas, é o emprego de tecnologia e inteligência em ações conjuntas da Guarda Municipal com as forças policiais do Estado para o enfrentamento da desordem urbana e os pequenos delitos. Não é à toa que está prevista a integração das câmeras utilizadas no monitoramento do campus ao Centro de Operações Rio (COR). Além disso, um canal direto de comunicação entre a comunidade e os membros da equipe será aberto por um número exclusivo de WhatsApp.

No fim de abril, o coronel da PM Lúcio Flávio Baracho, que coordena o programa, esteve na sede da Prefeitura da UFRJ e conheceu onde serão as instalações do Rio + Seguro Fundão. Ele também participou de uma reunião com a Divisão de Segurança da UFRJ (Diseg) e o prefeito Paulo Mario Ripper, na qual explicou as linhas de atuação do programa e propondo a cooperação mútua para melhoria da segurança na UFRJ. Para Baracho, a Diseg tem toda a expertise para lidar com a comunidade universitária e a troca de informações entre as equipes será fundamental para o sucesso das ações. Um mapa operacional está sendo elaborado em conjunto, mas para diferenciação das equipes, serão confeccionados coletes com a identificação do Rio + Seguro, além da identificação das viaturas utilizadas com adesivos do projeto.

Praça Jorge Machado Moreira, 100, Cidade Universitária, Rio de Janeiro, RJ - CEP 21941-592 | Caixa postal 68.010, Tel.: +55 21 3938-9324 Fax: +55 21 3938-4940

UFRJ Prefeitura Universitária
Desenvolvido por: TIC/UFRJ