MEC DESTINARÁ RECURSOS PARA OBRAS EMERGENCIAIS DA UFRJ

Assessoria de Imprensa do Gabinete do Reitor - 24/09/18

 

O secretário executivo do Ministério da Educação (MEC), Henrique Sartori, visitou nesta sexta-feira (21/9), diversas instalações da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) que precisam de adequação infraestrutural.

Denise Nascimento, vice-reitora, com membros da Reitoria, acompanhou o secretário na visita, que teve início pela manhã no Museu Nacional e terminou por volta das 18h no campus da Praia Vermelha. 

O roteiro incluiu passagens do secretário pelo edifício Jorge Machado Moreira, onde funciona a Reitoria, Escola de Música, Palácio Universitário do campus da Praia Vermelha e Centro de Ciências da Saúde (CCS). Com exceção deste último, todos os edifícios são tombados. Foram incluídos na visita por carecerem de adequações importantes nas áreas de elétrica e proteção contra incêndios. O CCS é um dos maiores complexos de ensino e pesquisa do Brasil.

Sartori pediu à Reitoria que apresente nos próximos dias as demandas mais urgentes em termos de obras, para que o ministério libere recursos ainda este ano. “Precisamos agir com presteza e diligência”, disse.

“Vamos planejar ações emergenciais de curto prazo para concluir ações ainda em 2018”, disse Denise Nascimento. Ela agradeceu à equipe do ministro Rossieli Soares e do secretário pelas questões ligadas à Universidade.

As discussões sobre orçamento foram acompanhadas por Weber Gomes de Souza, coordenador geral de planejamento e orçamento das instituições federais de ensino do MEC, e Roberto Gambine, pró-reitor de Planejamento, Desenvolvimento e Finanças da UFRJ.

Outros membros do staff do ministério, diretores e decanos e servidores da Reitoria participaram do encontro. Há pelo menos seis anos que uma visita do tipo não era feita pelo ministério à UFRJ.

 

Planejamento para o Museu 

Pela manhã, Sartori se comprometeu a publicar uma portaria na próxima semana definindo as próximas ações no Museu Nacional. O documento informará as atribuições dos diversos agentes envolvidos na recuperação do prédio, entre eles o MEC, a Reitoria e a direção do Museu, Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan), Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e Unesco.

Também participaram da reunião representantes da Casa Civil da Presidência da República e do Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Museus (Icom).

 

Relatórios

Sartori recebeu da Reitoria relatórios sobre a situação de outros prédios tombados da UFRJ: Instituto de Atenção à Saúde São Francisco de Assis (Hesfa), Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (Ifcs), Instituto de História e Colégio Brasileiro de Altos Estudos. Também sobre as instalações do Instituto de Química e Centro de Tecnologia.

 

Foto de Raphael Pizzino - CoordCOM/UFRJ

Praça Jorge Machado Moreira, 100, Cidade Universitária, Rio de Janeiro, RJ - CEP 21941-592 | Caixa postal 68.010, Tel.: +55 21 3938-9324 Fax: +55 21 3938-4940

UFRJ Prefeitura Universitária
Desenvolvido por: TIC/UFRJ