Por que estão suspensas as visitas ao Museu Nacional, da UFRJ, na Quinta da Boa Vista?

Assessoria de Imprensa do Museu Nacional

 

Nota de Esclarecimento

Em 2018, o Museu Nacional da UFRJ, na Quinta da Boa Vista, completará 200 anos. É o mais antigo centro de ciência do país e o maior museu de história natural da América Latina. Além de centro de pesquisa de relevância internacional, constitui espaço fundamental de formação e educação científica e cultural da infância e juventude da cidade do Rio de Janeiro. Gerações e mais gerações de cariocas e brasileiros viveram a experiência de visitar um museu pela primeira vez na Quinta da Boa Vista.

No período de férias, o Museu Nacional recebe cerca de 5 mil visitantes nos fins de semana e mil nos dias úteis. Hoje, porém, o Museu Nacional fechou suas portas à visitação pública. Naquela que deveria ser a "Pátria Educadora", conforme promessa da Presidente Dilma Rousseff em sua posse, a UFRJ não tem recebido os recursos que lhe cabem, inclusive para pagamento das empresas que prestam serviços de limpeza e portaria ao Museu Nacional.

Impotentes diante do que parece ser uma total insensibilidade da chamada "política de austeridade" diante das necessidades básicas de nossa Universidade e, nesse caso, do Museu Nacional, só nos resta esclarecer à comunidade universitária e sociedade sobre a realidade que explica a suspensão das visitas, e vir a público para solicitar o apoio da sociedade e buscar sensibilizar as autoridades governamentais.

 

Claudia Rodrigues Carvalho

Diretora do Museu Nacional

 

Carlos Vainer

Coordenador do Fórum de Ciência e Cultura

Praça Jorge Machado Moreira, 100, Cidade Universitária, Rio de Janeiro, RJ - CEP 21941-592 | Caixa postal 68.010, Tel.: +55 21 3938-9324 Fax: +55 21 3938-4940

UFRJ Prefeitura Universitária
Desenvolvido por: TIC/UFRJ